Ter um grande faturamento é o sonho de todo empresário. Esse objetivo costuma ser associado ao aumento de vendas, por exemplo, mas você sabia que nem sempre é necessário investir em um crescimento de lucro para aumentar o faturamento? Confira!

A diferença entre lucro e faturamento

Pessoas que estão dando seus primeiros passos no mundo dos negócios costumam confundir os termos “lucro” e “faturamento”, por isso, é melhor começar tirando essa dúvida.

Faturamento é o capital que sua empresa acumulou em determinado período. Já o lucro é o saldo positivo desse capital.

Um exemplo simples: quem já trabalhou com carteira assinada sabe que existe o “salário bruto” e o “salário líquido”, então, o faturamento é como se fosse o salário bruto da sua empresa e o lucro é a renda líquida, descontados os gastos necessários para fazer os negócios funcionarem.

Como aumentar o faturamento

Uma das formas mais simples de aumentar o faturamento é melhorando os processos de trabalho de uma empresa. E economizar não significa perder qualidade, mas fazer cada vez melhor, com menos recursos.

Hoje em dia temos a tecnologia para ajudar nessa missão. Então, confira 5 dicas para chegar lá!

1. Gastando menos com recursos

Grandes companhias investem milhões de reais para melhorar seu consumo de recursos, como água e energia elétrica. Você não precisa realizar os mesmos investimentos, basta conscientizar os funcionários para evitarem o desperdício.

Além disso, manutenções nas tubulações podem evitar vazamentos e a troca de equipamentos eletrônicos para modelos mais econômicos traz uma diminuição nas contas da empresa.

2. Melhorando os processos de contratação

Empresas que não dedicam o tempo adequado para contratar um colaborador estão jogando dinheiro fora. Contratar alguém inapto para uma função não trará os resultados esperados, além de obrigar o empresário a fazer uma recontratação, gastando, novamente, tempo para contratar e treinar uma pessoa.

Além disso, alta rotatividade em uma empresa não é bom negócio, pois impacta diretamente a qualidade final do produto ou serviço oferecido.

3. Trocando equipamentos obsoletos

Começar uma empresa nem sempre é tarefa fácil e o gasto com equipamentos pode desanimar os investidores. No entanto, modernizar seus equipamentos traz melhora direta na qualidade final do produto, além de aumentar a produtividade.

4. Investindo em treinamento

Ter que refazer uma tarefa constantemente diminui a lucratividade de uma empresa. O tempo do seu colaborador é caro, então procure investir em treinamento para que ele consiga desenvolver bem a tarefa, ganhando em produtividade. Querer economizar com qualificação é um péssimo negócio!

5. Estabelecendo metas

Da mesma maneira que um pai que não acompanha o avanço do filho na escola é negligente, um empresário que não estabelece metas para sua empresa está cometendo uma grande falha na gestão. Ter metas indica o que deve ser aperfeiçoado e alterado — além de ser um motivador para quem trabalha com equipes. Apenas tome cuidado para que as metas fiquem dentro da realidade da empresa.

Quem acredita que para aumentar o faturamento deve vender mais pode ter prejuízo. Afinal, sempre é possível melhorar os processos que envolvem a produção do produto. Desse modo, não só se ganha no faturamento, mas também na competitividade.

Tem outras dúvidas sobre o mundo do empreendedorismo? Deixe um comentário aqui no blog e conte para nós!