A geração de leads é fundamental dentro de uma boa estratégia de marketing digital. Por maior que seja lista de e-mails gerados, apenas uma parte dessas pessoas vai deixar de ser lead para se tornar cliente — o que é normal. É preciso realizar algumas ações para converter um bom percentual desses leads qualificados, gerando mais vendas.

Neste post vamos falar sobre a importância da qualificação de leads e como fazê-la de maneira prática e eficaz. Acompanhe!

Entenda por que a sua empresa precisa ter leads qualificados

Como mencionamos no início deste texto, boa parte dos leads gerados nas estratégias de captação não converterá em vendas no fim do processo. A qualificação de leads visa aumentar a quantidade de conversões ao longo da jornada de compra. Dessa forma, muitos leads que provavelmente seriam perdidos acabam convertendo e seguindo o funil de vendas até o final.

Tudo isso acontece com base em estratégias de conteúdos focadas na persona. Em outras palavras, a sua empresa conseguirá realizar mais vendas dentro da mesma base de leads gerados.

Veja como qualificar os seus leads

A qualificação de leads deve ser feita de forma planejada e bem estruturada. Confira algumas diretrizes importantes que precisam ser seguidas para obter bons resultados.

Elabore um fluxo de nutrição para cada etapa do funil

O funil de vendas tem diversas etapas, e cada empresa adota as que mais se enquadram nos seus perfis. Em todas elas o lead começa em um nível de conhecimento mais baixo e percorre um caminho, se aprofundando até o momento da decisão pela compra ou contratação de um serviço.

Um bom fluxo de nutrição deve considerar a necessidade de informações que a persona apresenta em cada uma dessas etapas e garantir o fornecimento desses dados. Além disso, é importante que os conteúdos sejam oferecidos nos momentos certos, pois uma abordagem mais comercial nas fases iniciais da jornada pode acabar assustando o lead, assim como o contrário pode virar um desperdício de oportunidade.

Automatize esses fluxos

Para ajudar nesse fluxo de nutrição, o ideal é utilizar ferramentas de automação. Elas ajudam a lidar com grandes volumes de leads sem perder a pessoalidade e a individualidade deles. Assim, todo o trabalho de envio e identificação do estágio de cada lead é feito de forma automática, permitindo que a sua equipe foque na produção dos conteúdos e no ajuste das estratégias.

Mantenha as equipes de marketing e vendas alinhadas

Um dos pontos mais importantes em uma boa qualificação de leads é o alinhamento entre os times de marketing e vendas da empresa. Isso é necessário para que as definições de qualidade de um lead sejam acordadas entre as partes e o trabalho de ambas seja colaborativo.

É importante que a empresa tenha uma definição de lead qualificado para o marketing (MQL) e outra de lead qualificado para vendas (SQL). O MQL é um lead que, para o time de marketing, tem boas chances de seguir o funil até o final. Já o SQL é aquele que o time de vendas enxerga como um grande oportunidade de venda.

Quando as duas equipes estão alinhadas, o time de marketing consegue trabalhar melhor os leads, tornando-os mais aderentes ao perfil de SQL exigido pelo time de vendas — que, consequentemente, receberá leads mais “quentes”, aumentando as taxas de conversão.

Para ter leads qualificados é importante conhecer bem o funil de vendas e a jornada de compra da persona, ter uma boa estratégia de nutrição automatizada e garantir que suas equipes de marketing e vendas trabalhem juntas. Assim, sua empresa terá a capacidade de vender ainda mais para a mesma quantidade de leads.

Se você gostou deste post, que tal se aprofundar mais no assunto? Veja como uma agência de marketing pode ajudar na conversão de leads!