Administrar a presença digital de uma marca é algo que envolve diversas frentes de atuação. Isso significa mesclar esforços de e-mail marketing, redes sociais, links patrocinados e vários outros recursos. Só que, para obter bons resultados, você precisa saber como usar bem essas ferramentas. E isso já começa na decisão entre fan page e perfil no Facebook.

A sua marca trabalha com redes sociais? Então certamente o Facebook está no seu radar. Ele conta com quase dois bilhões de usuários ativos, ocupando o posto de rede mais popular do mundo. Veja qual a maneira mais eficaz de marcar presença:

Qual é a diferença entre fan page e perfil no Facebook?

Cada vez mais empresas encontram nas redes sociais o espaço ideal para divulgar ofertas exclusivas, fortalecer sua marca e entrar em contato com seu público-alvo. Esse movimento fez com que as plataformas se transformassem, passando a oferecer uma estrutura pensada para negócios — no caso do Facebook, a fan page.

Usar um perfil para representar um negócio é um hábito remanescente dos tempos de outra rede social: o Orkut. Lá, o único tipo de cadastro possível era o de perfil pessoal, portanto as empresas não tinham opção senão usar esse recurso para divulgar suas informações. Com o Facebook, no entanto, há todo um suporte voltado para negócios focado nas fanpages.

Por que usar uma fan page em vez de um perfil?

1. Dentro das regras

Vai contra os termos de uso da plataforma usar um perfil pessoal para representar uma entidade, como empresa ou instituição. Portanto, ao utilizar esse meio para inserir o seu negócio na rede social, você arrisca ter o perfil desativado por ferir as regras. Ao trabalhar em redes sociais, fique sempre de olho nas normas para não ter problemas com a sua presença digital.


2. Formato adaptável

A escolha entre fan page e perfil no Facebook fica muito simples quando consideramos que o primeiro formato permite diversas implementações que tornam a sua empresa mais fácil de ser encontrada e contatada. Ao classificar sua página como um estabelecimento, por exemplo, é possível inserir endereço e telefone, contando até com um mapa para facilitar a localização. Um perfil não possui tal vantagem.

3. Comunicação facilitada

Ainda em dúvida entre fan page e perfil no Facebook? Ao trabalhar com uma página, sua empresa passa a contar com uma estrutura completa pensada para atender bem o seu público. Já de início, você percebe que as mensagens dos clientes ficam concentradas em uma interface simples de administrar. Também dá para responder comentários com facilidade usando o nome da empresa.

4. Acesso a dados

Como ter certeza de que as publicações da sua empresa estão dando certo? Isso não é possível com um perfil, mas plenamente acessível no caso de uma fan page. Ela possui acesso à seção Insights, que reúne dados a respeito dos seus posts e do público. A partir daí, você pode detectar tendências, fazer projeções e saber mais sobre o perfil de quem curte sua marca.

Como ficou claro, não deve existir dúvida entre fan page e perfil no Facebook: a escolha correta é uma página, conforme a própria rede social recomenda e incentiva. A sua empresa vai contar com uma série de recursos vantajosos para maximizar a sua exposição e trazer mais sucesso aos negócios.

Trabalhar de forma estratégica nas redes sociais é uma das tendências de marketing mais fortes dos últimos tempos. Veja aqui no blog quais outras ideias merecem a sua atenção para sair na frente dos concorrentes!