Transmitir mensagens por meio do Storytelling é um desafio enriquecedor, e pode ser a melhor forma de tornar o seu processo de comunicação mais claro e criativo.

Aqui, vamos abordar essa técnica desde a sua definição, passando por exemplos e citando as principais práticas para que você comece a elaborar histórias de forma relevante.

Agora, se você não está familiarizado com o termo ou ainda não conhece o que essa técnica agrega ao processo comunicação, chegou a hora de descobrir o poder do Storytelling e a potência dos seus resultados.

Primeiro, o que é Storytelling?

É, simplesmente, o ato de transmitir conhecimento e mensagens por meio de histórias, a ideia está relacionada à narrativa. Contar histórias para se fazer entender é algo que vem desde os primórdios, porém, não é tão simples como pode parecer.

Para desenvolver um bom material de Storytelling é preciso mais do que imaginação, é necessário se envolver totalmente com o assunto escolhido, para que a partir daí, você comece a se arriscar no campo das ideias com propriedade.

Obter o maior número de informações possíveis sobre o assunto, pensar estética e linguisticamente, usar artifícios audiovisuais, saber articular, desenvolver-se bem com as palavras para despertar a atenção do receptor, independente do enredo, são atributos que você deve trabalhar diariamente para tornar suas histórias interessantes.

A técnica do Storytelling, além de ser bastante utilizada por roteiristas, escritores, dentre outros profissionais que trabalham com entretenimento, vem sendo adotada por diversas áreas, inclusive pela nossa, o Marketing.

Storytelling aplicado à comunicação

Você já parou para pensar que o contexto, geralmente, é o que nos faz lembrar de algo com maior facilidade? É comprovado. O que aprendemos por meio de uma história, ainda mais se bem elaborada, certamente fica marcado em nossa memória.

Todos temos tendência a captar melhor informações dessa forma, e é isso que as empresas “redescobriram”.

Ao iniciar um processo de comunicação, seja ele interno ou externo, envolver as pessoas em um determinado assunto se torna mais fácil quando encontramos a “fórmula”:

Trazer ao receptor algum significado + fazê-lo se identificar com a história que contamos + solucionar um problema = emoção, significância e aprendizado.

Ou seja, principalmente na propaganda, essa é a maneira mais eficiente de reter a atenção, emocionar, fazer rir e despertar o interesse do público para obter respostas.

Para demonstrar a mágica que o Storytelling é capaz de fazer, selecionamos 3 cases que foram destaque no Brasil e no mundo:

“A história de amor mais cantada do Brasil”

A campanha da Vivo para o Dia dos Namorados deu muito o que falar nos meios digitais, e trouxe à tona um dos casais mais famosos da música brasileira, Eduardo & Mônica, da Legião Urbana:

“Empoderamento Feminino”

Pauta pertinente, principalmente nos dias de hoje, a quebra de estereótipos é tratada de forma exemplar na campanha mundial da Always:

“A ponte da vida”

Quando uma campanha consegue influenciar e reverter algo tão sério, é garantia de sucesso e emoção, como esta da Samsung. Confira abaixo, um dos motivos de orgulho para qualquer profissional de comunicação:

É válido na comunicação interna de uma empresa?

Sim, elaborar histórias que engajam colaboradores e os fazem participar de forma consciente ao longo de um projeto ou “job”, é, definitivamente, mais eficaz e vantajoso.

Por isso, muitas empresas já perceberam a transformação positiva que essa técnica causa em seus processos de comunicação. Tanto para quem cria quanto para quem tem a função de resolver e gerar resultados, o Storytelling é um “facilitador de ideias”.

Um processo de Storytelling, quando bem construído, evita a falta de concentração e melhora o fluxo de ideias.

Criar histórias em cima de problemas, dos clientes ou colaboradores, ajuda não só a focar na resolução de situações como também faz os envolvidos darem menos atenção a recursos, e os instiga a pensarem além dos produtos/serviços que oferecem.

Um fator que faz brilhar os olhos de quem implementa essa técnica é o maior envolvimento das pessoas, o que tende a tornar as soluções cada vez mais surpreendentes.

Trazer à empresa essa atmosfera pode ser o diferencial na hora de entregar resultados ao seu cliente.

Proporcionar esse tipo de experiência também pode ser a melhor forma de entrosar e melhorar a cultura organizacional de uma empresa, independente do seu tamanho.

Seja em branding, gestão de conhecimento, comunicação interna, treinamento de colaboradores, dentre outras inúmeras áreas, contar histórias é a forma mais eficiente de uma empresa ensinar, ajudar, solucionar e esclarecer qualquer processo.

Agora, você já sabe que o Storytelling está aí para consolidar a força da comunicação em diversas demandas, seja para grandes campanhas, seja para resolver situações do cotidiano.

Comece a transformar histórias em ideias

Como acabamos de ver, contar histórias rende e vende muito mais do que um processo de comunicação engessado.

Invista na boa narrativa, ela pode ser a chave para fechar um negócio daqueles, ou, tornar memorável a experiência de um cliente ou colaborador.

Abaixo, colocamos algumas práticas que você deve seguir para começar a se desenvolver e aplicar de forma eficiente, a técnica do Storytelling, aí na sua empresa:

  • De início, defina para quem você quer falar.
    Assim, fica mais fácil pensar em torno de um protagonista ou enredo que seja forte o suficiente para captar a atenção do receptor.
    Coloque sua imaginação para funcionar. Busque referências e identifique o que realmente faz a diferença para o seu público-alvo;

  • Conheça sobre o assunto e crie uma conexão com ele.
    Encontre problemas, dúvidas pertinentes e insatisfações. Conte algo que ajude as pessoas e desenvolva uma nova percepção sobre essas dores.
    Deste ponto, você começará a desenvolver sua história com maior facilidade;

  • Demonstre que sua abordagem faz parte da vida das pessoas.
    Desperte, encante e cative sua audiência com criatividade.
    A partir daí, você mesmo já vai começar a pensar em várias ideias e formas de solucionar a história. Faça as pessoas refletirem sobre o assunto escolhido;

  • Convicção e Impacto.
    Nunca esqueça, você precisa convencer e engajar o público, essa é a essência da história que funciona.
    Apresente com objetividade o desenrolar do tema, circunstância ou problema. Humanize seu roteiro, gere emoção, inspire, desperte curiosidade;

  • Otimize o tempo das pessoas!
    O Storytelling, para dar certo, precisa ser conciso sem deixar de ser interessante.
    Assim, você fará as pessoas se lembrarem da sua marca, produto e até mesmo do seu trabalho por um bom tempo.

Pronto para começar a conquistar a atenção de qualquer público contando histórias memoráveis? Mas lembre-se: histórias falam sobre pessoas e não de empresas.

Agora, a gente quer saber:

1. Você ficou interessado em saber mais sobre Comunicação e Marketing?

Cadastre-se (aqui) para receber nossa Newsletter. Ela vem sempre recheada de novidades e soluções digitais em Marketing e Design. Você não vai se arrepender!

Ah, não esquece de seguir a gente nas redes sociais, viu.

2. Você quer entender como nossa agência impulsiona marcas por meio de diferentes técnicas de Comunicação e Marketing?

Então, vem contar sua história pra gente. Quem sabe não temos a ideia certa para o seu negócio evoluir no mundo digital? Fale com um Gruver!