Algumas pessoas parecem nascer com talento para vendas, mas a boa notícia é que você pode desenvolver as características de um bom vendedor – e você será visto como alguém que nasceu com talento para vendas.

Dentre as principais características, podem-se citar três: ser alguém entusiasmado, ser a autoridade no assunto e ser afiado.

Tente se lembrar de um excelente vendedor que você conheceu, provavelmente ele tinha essas três características. Vamos analisar cada uma em detalhe:

 

Seja entusiasmado

É mais que a famosa energia que contagia, o ideal é mostrar para o potencial cliente que você pode e quer ajudá-lo – e que está feliz com isso.

Neste ponto, é bom lembrar que, se você falar como alguém normal, você será só mais um. Tente mostrar ao potencial cliente que uma coisa especial está acontecendo, que é uma oportunidade sensacional; que te faz ficar empolgado e feliz em ser aquele que traz a boa nova.

 

Seja a autoridade

Um dos conceitos mais fundamentais em persuasão é que a palavra do especialista deve ser respeitada—

Quando vamos ao médico, por exemplo, confiamos no profissional e acatamos o que ele nos diz; enquanto vendedores, precisamos ser especialistas naquilo que oferecemos e empoderar as decisões dos nossos potenciais clientes.

Para isso, evidentemente, devemos ter um profundo conhecimento daquilo que vendemos.

 

Seja afiado

É estar sempre pronto para esclarecer uma dúvida, lidar com uma objeção ou assumir a venda. Ter as respostas na ponta da língua, quase como se tivesse ensaiado – e você pode ensaiar.

Com o tempo percebemos que, dentro de um mercado, o processo comercial é o mesmo, as objeções são as mesmas, os perfis de clientes são os mesmos e os produtos são os mesmos, nada impede de nos prepararmos para as situações que mais acontecem no nosso cotidiano e estarmos sempre afiados.

 

Resultado: você no controle

Quando você conseguir alinhar essas três características, perceberá que conseguirá assumir mais facilmente o controle das negociações e poderá conduzi-las melhor.

Além disso, perceberá que as pessoas passarão a ouvir e aceitar mais o que você tem a dizer.

 

Na prática:

Você está prestes a fechar o negócio quando o potencial cliente faz uma objeção de que tem que pensar no assunto:

A esmagadora maioria dos vendedores diria “ok, me procure quando estiver pronto” e faria um follow up uma semana depois, ou daria um desconto prejudicial à empresa para conseguir o negócio.

Um vendedor mais preparado estaria no controle da conversa desde o início e numa ocasião dessa diria algo como “Fulano, eu entendo a importância dessa decisão para você. Agora, considerando X, Y e Z, este é o momento certo para fecharmos este negócio. E para começarmos é bem simples, eu só preciso do seu documento de identidade”.

Veja que o vendedor da segunda situação foi afiado, estava pronto para a objeção e sabia exatamente como lidar com ela; também se mostrou como a autoridade, trazendo os motivos pelos quais o potencial cliente deveria fechar o negócio; e estava entusiasmado a ajudá-lo, assumindo a venda logo em seguida. Tudo isso só foi possível porque ele estava no controle da conversa desde o início da negociação.

Lembre-se, essas três características devem fazer parte da sua postura desde o início da negociação, desde a primeira impressão.

Assim, quando você for assumir a venda ou precisar lidar com uma objeção, poderá fazer com naturalidade. Você será visto como um vendedor nato.

Gostou do artigo? Assine nossa newsletter para receber mais conteúdos como este!


(abrir em uma nova aba)