A premissa para iniciarmos este assunto e de cara já eliminar a primeira confusão que você possa ter, é: “persona é diferente de público-alvo”.

Com isso dito, agora nós vamos adentrar ao que de fato vai ser o seu “chão” na hora de criar uma boa estratégia de comunicação: a construção da persona.

Com ela, você vai direcionar todos os esforços na direção de quem realmente está interessado na sua empresa e vai diminuir os custos no seu processo de marketing.

Sem mais delongas, aqui você vai:

  • Entender a importância de criar uma persona para o seu negócio;
  • Descobrir as diferenças entre persona e público-alvo;
  • Começar a construir personas por meio de técnicas eficientes que irei pontuar ao longo do artigo.

Então, vamos nessa aprender como criar a parte principal da sua estratégia de comunicação?

O que é persona e qual a sua importância


Persona é uma personagem, um perfil fictício criado por meio de pesquisas, mas que também esteja alinhado – em um primeiro momento – com a sua percepção sobre o negócio e os clientes.

Sendo assim, a construção da persona baseia-se em dados reais, ela é a versão do seu cliente ideal. Nada de suposições ou achismos.

Portanto, a montagem da personagem deve conter algumas informações essenciais como:

  • Nome;
  • Idade;
  • Classe social;
  • Profissão;
  • Hábitos;
  • Estilo de vida;
  • Problemas que ela encontra em relação ao mercado que sua empresa atua, as chamadas “dores” dos clientes;
  • Dentre outras questões que vão direcionar sua comunicação com o público de interesse.


Por isso, quanto mais rica for a definição da sua persona, quanto mais detalhes tiver sobre quem consome seu produto, melhor será para o desenvolvimento da estratégia.

Todas essas definições vão implicar na escolha da linguagem adequada, na presença em redes sociais determinantes para o seu sucesso, além de nortear ideias e tipos de conteúdo a serem oferecidos.

A persona é tão importante, que define inclusive como será a abordagem da equipe de vendas. Ela influi na definição de palavras-chave, direcionamento para SEO e em muito mais decisões.

Persona x Público-alvo


Criar uma persona para o seu negócio é tarefa minuciosa, e como falamos ali em cima, você precisa contar com informações detalhadas sobre o seu cliente. 
Já o público-alvo é abrangente e fornece apenas informações generalizadas.

Tendo isso em vista, quero deixar claro que não é mais suficiente contar apenas com dados e comportamentos superficiais sobre o seu público.

Mas é claro que, se você já tem um estudo sobre o público-alvo da sua empresa fica um pouco mais fácil – por meio desse direcionamento – finalizar a criação da persona ideal para o seu negócio.

Para se comunicar com quem interessa é preciso que você tenha empatia e identifique os reais incômodos do seu público, além é claro, de se basear em pesquisas. Assim, você vai saber a forma mais objetiva de oferecer soluções com autenticidade. 

Espero que a partir de agora a confusão entre essas duas segmentações de mercado fique no passado e que as diferenças tenham ficado evidentes – tanto quanto a sua relevância para a comunicação.

Tudo bem, mas como criar uma persona?


Aqui vou fornecer e indicar algumas técnicas que você deve seguir para construir a persona do seu negócio de forma rápida e objetiva.

Primeiramente, comece fazendo pesquisas – qualitativas, quantitativas – entreviste seus clientes, prospectos, realize o “cliente oculto” na sua própria empresa a fim de obter dados fidedignos, dentre outras práticas.

Tudo isso vai responder boa parte destas perguntas:

  • Qual é a faixa etária predominante do seu público?
  • Qual o gênero da maioria dos seus clientes?
  • Profissão, ocupação, o que sua persona faz da vida?
  • Hábitos, estilo de vida, motivações, interesses;
  • Onde ela geralmente busca informação, quais os meios de comunicação que mais usa, frequência?
  • Dificuldades e dúvidas dessa pessoa sobre o produto ou serviço que você oferece;
  • Como a sua empresa, produto, serviço vai ajudar?


Aí, você ainda pode me questionar:

– Eu posso criar uma persona sem identificar todas essas questões, e se ainda não possuir clientes?

– Digamos que minha empresa seja nova ou eu esteja lançando um produto, como faço uma persona?

Bom, outras técnicas e ferramentas vão facilitar a sua vida, desde pesquisas via Google Analytics, realização de benchmarking, análise de concorrentes, público e palavras-chave, tipos de conteúdo mais consumidos no segmento, entre outras.

São inúmeras as possibilidades de pesquisa para obter os dados que você precisa.

Com essas ideias em mente, você já pode iniciar a construção da 1ª persona do seu negócio sem ser subjetivo, com uma base relevante de informações sobre o seu público e do mercado que está inserido.

Dicas Gruv

Como profissional de marketing, diria que é fundamental colocar uma carga de storytelling na elaboração da persona. Eu explico.

Aplicar esse tipo de técnica vai facilitar o entendimento e a visualização, tanto sua quanto do seu time de marketing, na hora de tomar decisões sobre o processo de comunicação – seja na escolha da melhor linguagem, onde investir, temas ideais, identificação de oportunidades e muito mais.

Outra dica pontual que passo a você: faça a atualização da persona com periodicidade, principalmente se a sua empresa estiver começando.

O mercado, a tecnologia e os interesses mudam a todo instante, então, esteja atento porque a sua persona também vai mudar.

Exemplos de personas


Aqui na agência, nós criamos personas aplicando as mais variadas técnicas, e agora você vai conferir dois exemplos do que foi dito acima, na prática:


Observe os principais pontos:

  • Informações gerais;
  • Perfil social;
  • Comportamento da sua geração;
  • Objetivos – o que busca, quais as soluções que procura, quais as suas dores, dúvidas e problemas enquanto consumidor;
  • O que entregamos, como vamos ajudar.


Depois de tanta informação, tenho certeza que você conseguiu aprender como se constrói uma persona de forma correta e como ela vai ajudar a otimizar o processo de comunicação aí na sua empresa.

Agora, gostaria de fazer uma pergunta: – o que você achou do artigo?

Se você curtiu aprender um pouco mais sobre marketing, peço que fortaleça nossa comunidade, dê sua nota (nas estrelinhas ao final do artigo ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️) ou siga a gente no Facebook, Instagram, LinkedIn.

Prometo que você vai ter acesso a muito conteúdo de qualidade, atualidades e dicas para desenvolver estratégias de comunicação inteligentes.

E, se você ficou interessadx em saber sobre os nossos serviços aqui na Gruv, estamos à sua disposição para bater um papo e pensar na solução mais eficiente para a sua empresa 😉